quinta-feira, 22 de outubro de 2009

Fonte do sofrimento


Quando sentimos o sofrimento, habitualmente identificamos sua fonte como "exterior" - outras pessoas, situações, o tráfego, o governo. No budismo, esta é uma análise incorreta, uma visão errada. O diagnóstico radical budista da nossa condição é que a fonte do sofrimento está nas aflições mentais. Quando elas são canalizadas em uma das diversas maneiras, nós sofremos. A fonte verdadeira do sofrimento não é "exterior". As circunstâncias externas e as pessoas servem meramente como catalisadores para acionar algo que já está dentro de nós. A fonte do sofrimento não é nosso emprego, esposa, filhos ou outras variações do tema: "Eu estou sofrendo por causa deles ou por isso". A fonte do sofrimento está enraizada nas aflições mentais.

2 comentários:

  1. Bom txt, Sandra. Sucinto e bem explorado ;]

    Beijo

    ResponderExcluir
  2. Tb gostei muito dele!
    obrigada pelo comentário,
    bjs

    ResponderExcluir