sexta-feira, 28 de dezembro de 2012

Para este final de ano, para começar inteiro e limpo de qualquer mácula: Ho’oponopono


sexta-feira, 30 de novembro de 2012

Curso de Magnified Healing 15 e 16/12, inscrições até dia 13/12



Um contato com uma energia sutil forte e transmutadora. Com foco na ascensão e trabalho direto com o sistema nervoso, chakras, coluna, carma e perdão, ativação da chama trina, DNA e corpos superiores. Um presente para o momento atual do planeta.
O Workshop do Magnified Healing inclui:

-Meditação para adquirir poder
-Alinhamento dos Chakras
-limpeza do canal de luz
-aumento da energia das mãos
-Cura dos outros e de si mesma
-Sensibilizar,despertar,reativar e conectar o Sistema Nervoso
-Cura do corpo
-Estimular o cálcio na espinha
-Cura do Karma
-expansão da Chama Trina
-Preparação para a Ascensão
-Cura a distância ( individual e grupo)
-Cura da Terra
-Iniciação
Certificado como Mestre professor de Magnified Healing do Altíssimo Deus do Universo, apostila, cd e essência.

Valor: R$ 300,00 (R$100 de inscrição não reembolsável via depósito bancário).
Local: Rua Pascal, 54 sala 5
Turma com máximo de 6 alunos!

Maiores informações entre em contato!

domingo, 25 de novembro de 2012

Curso de Reiki 2, dia 2/12 - inscrições até dia 29/11


“Com a liberdade intrínseca ao Reiki do segundo grau, ficamos melhor Instrumentalizados para vivenciar nosso verdadeiro ser"

O Reiki II trabalha mais profundamente o mental e emocional. Para isso recebemos os símbolos sagrados, as ferramentas de transformação, além de aprendemos 3 símbolos que nos dão a capacidade de enviar Reiki a distância e realizar reprogramações.

O curso de Reiki 2 inclui:

- Sintonização
- Mudanças do Reiki I para o Reiki II,
- Símbolos: utilidades, como e quando usar. Mantra e yantra.
- Como fazer limpeza de ambiente e reprogramações mentais,
- Ferramentas de autotransformação: caixa e caderno,
- Inovações no método de aplicação: redução do tempo pela metade na autoaplicação, em terceiros e a distância;
- Certificado e apostilado

Contato: (11) 99652-5432, sandra6terapias@gmail.com,
Investimento: R$ 290, 00 (sendo R$ 70,00 inscrição via depósito bancário não reembolsável).

Professora:
Sandra Chander Rodrigues
Especialista em Psicologia Transpessoal Integrativa, pós - graduação vinculada ao ICPG e a Alubrat.
Bacharel e Licenciada em Ciências Biológicas pela Unesp de Rio Claro.
Mestra de Reiki Sistema Usui e Tibetano, ministra cursos em todos o país desde 2003.
Professora Mestre de Magnified Healing.
Trabalha com Terapia Transpessoal, Florais de Bach, Florais de Saint Germain, Reiki, Magnified Healing, Light Healing e TFT em consultório.
Além disto, Sandra estuda e pratica xamanismo e budismo tibetano, tendo participado de muitos retiros.
Atualmente é umas das responsáveis da Associação Kab’ awil Brasil, associado ao Associação Kab'awil Espanha e a Associação Kaslemal da Guatemala, ambos liderados por guias espirituais maias. O projeto tem o propósito de conhecer, vivenciar, integrar e comunicar aos interessados a sabedoria ancestral maia.

sexta-feira, 9 de novembro de 2012

Curso de Reiki - Sistema Tibetano - Nível 1- 25/11



faça a reserva de vaga até dia 22!

            Reiki é energia, uma energia suave, acolhedora e amorosa . Ele é totalmente abrangente em seus efeitos. Trabalha o físico, o mental, o emocional e o espiritual e procura colocar esses componentes num equilíbrio harmonioso. Alguns exemplos de suas atuações são: equilibrar órgãos e glândulas e suas funções corporais, liberar bloqueios e emoções reprimidas, equilibrar as energias do corpo, ampliar a consciência  pessoal e facilitar estados meditativos, relaxar e reduzir o stress, estimular a criatividade, aguçar a intuição, tratar a causa e o sintoma das doenças, fortalecer o sistema imunológico, aliviar dores e liberar toxinas.
            Realizando o curso nível 1 já é possível fazer a auto aplicação e aplicar em terceiros. O curso de reiki 1 inclui:

Teoria
- história do reiki
- como funciona
- como utilizar: em si próprio e nos outros, em animais e plantas.

Prática
- meditação
- sintonização
- aplicação em si mesmo e nos outros alunos

Certificado e apostilado

Contato: 11.99652-5432, sandra6terapias@gmail.com
Horário: 10:00 até aproximadamente 18:00 hs.
 Investimento: R$ 220 (R$ 60 de reserva de vaga não reembolsável feita por depósito bancário)
Local: Rua Pascal. Campo Belo. São Paulo/SP

Turma com no máximo 6 alunos!

Ajude a divulgar!

quinta-feira, 8 de novembro de 2012

'Aula sobre refrigerantes'


Na verdade, a fórmula 'secreta' da Coca-Cola se desvenda em 18 segundos em qualquer espectrômetro-ótico, e basicamente até os cachorros a conhecem. Só que não dá para fabricar igual, a não ser que você tenha uns
10 bilhões de dólares para brigar com a Coca-Cola na justiça, porque eles vão cair matando.


A fórmula da Pepsi tem uma diferença básica da Coca-Cola e é proposital exatamente para evitar processo judicial. Não é diferente porque não conseguiram fazer igual não, é de propósito, mas próximo o suficiente para atrair o consumidor da Coca-Cola que quer um gostinho diferente com menos sal e açúcar.

Entre outras coisas, fui eu quem teve que aprender tudo sobre refrigerante gaseificado para produzir o guaraná Golly aqui (nos EUA), que usa o concentrado Brahma. Está no mercado até hoje, mas falhou terrivelmente em estratégia promocional e vende só para o mercado local, tudo isso devido à cabeça dura de alguns diretores.

Tive que aprender química, entender tudo sobre componentes de refrigerantes, conservantes, sais, ácidos, cafeína, enlatamento, produção de label de lata, permissões, aprovações e muito etc. e tal. Montei um mini-laboratório de análise de produto, equipamento até para analisar quantidade de sólidos, etc. Até desenvolvi programas para PC para cálculo da fórmula com base nos volumes e tipo de envasamento (plástico ou alumínio), pois isso muda os valores e o sabor. Tivemos até equipe de competição em stock-car.

Tire a imensa quantidade de sal que a Coca-Cola usa (50mg de sódio na lata) e voc ê verá que a Coca-Cola fica igualzinha a qualquer outro refrigerante sem-vergonha e porcaria, adocicado e enjoado. É exatamente o Cloreto de Sódio em exagero (que eles dizem ser 'very low sodium') que refresca e ao mesmo tempo dá sede em dobro, pedindo outro refrigerante, e não enjoa porque o tal sal mata literalmente a sensibilidade ao doce, que também tem de montão: 39 gramas de 'açúcar' (sacarose).

É ridículo, dos 350 gramas de produto líquido, mais de 10% é açúcar. Imagine numa lata de Coca-Cola, mais de 1 centímetro e meio da lata é açúcar puro... Isso dá aproximadamente umas 3 colheres de sopa CHEIAS DE AÇÚCAR POR LATA!...

- Fórmula da Coca-Cola?...

Simples: Concentrado de Açúcar queimado - Caramelo - para dar cor escura e gosto; ácido ortofosfórico (azedinho); sacarose - açúcar (HFCS - High Fructose Corn Syrup - açúcar líquido da frutose do milho); extrato da folha da planta COCA (África e Índia) e poucos outros aromatizantes naturais de outras plantas, cafeína, e conservante que pode ser Benzoato de Sódio ou Benzoato de Potássio, Dióxido de carbono de montão para fritar a língua quando você a toma e junto com o sal dar a sensação de refrigeração.

O uso de ácido ortofosfórico e não o ácido cítrico como todos os outros usam, é para dar a sensação de dentes e boca limpa ao beber, o fosfórico literalmente frita tudo e em quantidade pode até causar decapamento do esmalte dos dentes, coisa que o cítrico ataca com muito menor violência, pois o artofosfórico 'chupa' todo o cálcio do organismo, podendo causar até osteoporose, sem contar o comprometimento na formação dos ossos e dentes das crianças em idade de formação óssea, dos 2 aos 14 anos. Tente comprar ácido fosfórico para ver as mil recomendações de segurança e manuseio (queima o cristalino do olho, queima a pele, etc.).

Só como informação geral, é proibid o usar ácido fosfórico em qualquer outro refrigerante, só a Coca-Cola tem permissão... (claro, se tirar, a Coca-Cola ficará com gosto de sabão).

O extrato da coca e outras folhas quase não mudam nada no sabor, é mais efeito cosmético e mercadológico, assim como o guaraná, você não sente o gosto dele, nem cheiro, (o verdadeiro guaraná tem gosto amargo) ele está lá até porque legalmente tem que estar (questão de registro comercial), mas se tirar você nem nota diferença no gosto.

O gosto é dado basicamente pelas quantidades diferentes de açúcar, açúcar queimado, sais, ácidos e conservantes. Tem uma empresa química aqui em Bartow, sul de Orlando. Já visitei os caras inúmeras vezes e eles basicamente produzem aromatizantes e essências para sucos. Sais concentrados e essências o dia inteiro, caminhão atrás de caminhão! Eles produzem isso para fábricas de sorvete, refrigerantes, sucos, enlatados, até comida colorida e arom atizada.

Visitando a fábrica, pedi para ver o depósito de concentrados das frutas, que deveria ser imenso, cheio de reservatórios imensos de laranja, abacaxi, morango, e tantos outros (comentei). O sujeito olhou para mim, deu uma risadinha e me levou para visitar os depósitos imensos de corantes e mais de 50 tipos de componentes químicos. O refrigerante de laranja, o que menos tem é laranja; morango, até os gominhos que ficam em suspensão são feitos de goma (uma liga química que envolve um semipolímero). Abacaxi é um festival de ácidos e mais goma. Essência para sorvete de Abacate? Usam até peróxido de hidrogênio (água oxigenada) para dar aquela sensação de arrasto espumoso no céu da boca ao comer, típico do abacate.

O segundo refrigerante mais vendido aqui nos Estados Unidos é o Dr. Pepper, o mais antigo de todos, mais antigo que a própria Coca-Cola. Esse refrigerante era vendido obviamente sem refrigeração e sem gaseificaç ão em mil oitocentos e pedrada, em garrafinhas com rolha como medicamento, nas carroças ambulantes que você vê em filmes do velho oeste americano. Além de tirar dor de barriga e unha encravada, também tirava mancha de ferrugem de cortina, além de ajudar a renovar a graxa dos eixos das carroças. Para quem não sabe, Dr. Pepper tem um sabor horrível, e é muito fácil de experimentar em casa: pegue GELOL spray, aquele que você usa quando leva um chute na canela, e dê um bom spray na boca! Esse é o gosto do tal famoso Dr.Pepper que vende muito por aqui.

- Refrigerante DIET

Quer saber a quantidade de lixo que tem em refrigerante diet? Não uso nem para desentupir a pia, porque tenho pena da tubulação de pvc... Olha, só para abrir os olhos dos cegos: os produtos adocicantes diet têm vida muito curta. O aspartame, por exemplo, após 3 semanas de molhado passa a ter gosto de pano velho sujo.

Para evitar isso, soma-se uma infinidade de outros químicos, um para esticar a vida do aspartame, outro para dar buffer (arredondar) o gosto do segundo químico, outro para neutralizar a cor dos dois químicos juntos que deixam o líquido turvo, outro para manter o terceiro químico em suspensão, senão o fundo do refrigerante fica escuro, outro para evitar cristalização do aspartame, outro para realçar, dar 'edge' no ácido cítrico ou fosfórico que acaba sofrendo pela influência dos 4 produtos químicos iniciais, e assim vai... A lista é enorme.

Depois de toda essa minha experiência com produção e estudo de refrigerantes, posso afirmar: Sabe qual é o melhor refrigerante? Água filtrada, de preferência duplamente filtrada, laranja ou limão espremido e gelo... Mais nada !!! Nem açúcar, nem sal.

Prof. Dr. Carlos Alexandre FettFaculdade de Educação Física da UFMT Mestrado da Nutrição da UFMT Laboratório de Aptidão Física e Metabolismo - 3615 8836 Consultoria em Performance Humana e Estética

**O QUE ACONTECE QUANDO VOCÊ ACABA DE BEBER UMA LATA DE REFRIGERANTE**
Primeiros 10 minutos:10 colheres de chá de açúcar batem no seu corpo, 100% do recomendado diariamente. Você não vomita imediatamente pelo doce extremo, porque o ácido fosfórico corta o gosto.
20 minutos:O nível de açúcar em seu sangue estoura, forçando um jorro de insulina. O fígado responde transformando todo o açúcar que recebe em gordura (É muito para este momento em particular).
40 mpurra cálcio, magnésio e zinco para o intestino grosso, aumentando o metabolismo. As altas doses de açúcar e outros adoçantes aumentam a excreção de cálcio na urina, ou seja, está urinando seus ossos, uma das causas das OSTEOPOROSE.
60 minutos:
As propriedades diuréticas da cafeína entram em ação.a tudo que estava no refrigerante, mas não sem antes ter posto para fora, junto, coisas das quais farão falta ao seu organismo.

*Pense nisso antes de beber refrigerantes.
Se não puder evitá-los, modere sua ingestão!
Prefira sucos naturais.
Seu corpo agradece!*

Se achar interessante, repasse.
Certamente estará fazendo bem a alguém

quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Sobre os tipos de presença

Trecho retirado da entrevista de Yeshe na revista bosisatva: http://bodisatva.com.br/khyentse-yeshe-silvano-namkhai-continuacao-da-entrevista/ 
Maiores informações sobre o Dzogche no site http://dzogchen.tumblr.com/
Bjs,
Sandra


Bodisatva: Um das bases fundamentais do Dzogchen é estar na presença. Mas há uma dúvida frequente com relação a que tipo de presença. Você pode explicar um pouco a diferença entre a presença ordinária, com a atenção focada no corpo, nas sensações, e a presença crua, instantânea?

Khyentse Yeshe Namkhai: Em primeiro lugar devemos entender que as palavras são muito limitadas, e que qualquer tipo de explicação é… limitada. Por exemplo, queremos distinguir de algum modo a presença instantânea da presença ordinária. Presença ordinária significa que eu estou fazendo algum tipo de esforço com a mente para estar sempre observando a mim mesmo. Eu digo: “Agora estou observando a mim mesmo, estou observando o que estou fazendo, como estou fazendo, como está o meucorpo, qual o motivo porque faço isso”, e assim por diante. “Se eu estou agindo, quem é o sujeito que age, com que propósito?” Essa é a idéia de prestar atenção em si mesmo, presença ordinária.
Mas se a atividade de observar a si mesmo se torna espontânea, se torna um modo normal de se observar e lidar com todas nossas ações, nossas ideias, nossas emoções, então chamamos isso de presença instantânea. Presença instantânea significa que há o reconhecimento da nossa condição natural e de como é essa condição. Sempre apresentamos o ensinamento Dzogchen com o entendimento da essência, natureza e energia. Essência é o mesmo entendimento da vacuidade que podemos encontrar nos ensinamentos Sutra e Tantra. A essência de tudo é a vacuidade.
Mas dessa vacuidade tudo se manifesta, o que é chamado de Natureza. Quando temos conhecimento, entendimento, do que se manifesta e como está se manifestando — que é provavelmente parte do nosso estado natural — temos, num exemplo claro, a natureza de estar vivo. Eu tenho a natureza de andar, comer, dormir, fazer meditação, estar feliz, levar a cabo atividades ordinárias — nada mais são que minhas próprias funções.
Se eu irei utilizar o conhecimento de função, a função deve ter um propósito de levar algo a cabo, e eu entendo que é algo normal e natural para mim. Com esse conhecimento, é normal no ensinamento Dzogchen apresentarmos a compreensão de que a Natureza é claridade. Mas claridade quer dizer que eu tenho um bom entendimento dessas funções. Não estou lutando para obter essas funções, não estou lidando com essas funções usando a minha mente. Eu entendo que tenho que comer e eu como. Mas eu não transformo essa necessidade em alguma outra coisa. Por exemplo, algo que é a manifestação do meu apego.
Eu tenho de comer, então eu cozinho algo com o que eu tenho. É diferente do que ter a ideia “não, eu tenho de ir para o outro lado da cidade porque eu preciso comer naquele restaurante, com aquele menu, naquela hora, com aquelas pessoas. E eu devo me vestir de tal jeito, etc, etc”. Automaticamente, tudo isso implica em criação de problemas. Porque para fazer isso e cumprir esse projeto, não estou satisfazendo minha função ordinária de estar vivo e comendo. Estou satisfazendo algum tipo de ideia que eu tenho. Como Buda Shakiamuni disse, satisfazendo o ego.
Automaticamente isso cria um problema, e eu sigo esse problema. Se eu não tenho esse reconhecimento, ao mesmo tempo não tenho clareza do modo como estou manifestando minha condição. Então minha energia vai ficar desequilibrada e vai haver muitos problemas na minha vida. Todas as coisas vão ficar complicadas e difíceis e no final o que eu tenho como minha condição é só uma série de problemas. De um lado estou eu, a ideia de mim mesmo. E ali alguma coisa, algo material, algo imaterial, uma emoção, algo como: “Eu quero ter, eu preciso disso, eu preciso daquilo”, mas nunca estou satisfazendo minhas funções primárias, minha necessidade primária.
Isso significa que estou indo atrás da minha mente. Nada é realmente autêntico, tudo é apenas um jogo da mente. E no final, se estou aplicado e me observando com alguma presença, com minha presença primordial, e estou observando a mim mesmo, devagarzinho noto todas essas coisas, a condição em que me encontro. Fazendo algum esforço com essa presença ordinária, eu posso ter entendimento disso, e lentamente talvez eu tenha mais clareza, que acaba por desprender todos esses problemas e tensões.
Depois de um tempo, tudo começa a ficar mais relaxado e todas essas funções não precisam mais ser transformadas em algo complicado. Permanecem mais naturais. Essa atividade de observação se manifesta mais espontaneamente: isso é a presença instantânea. Significa que estou presente neste momento, não preciso da ideia de mim mesmo como o observador. Não há a idéia de um sujeito que observa alguma coisa, mesmo as funções naturais.
Esse “eu” que está fazendo alguma coisa está tenso, há tensão impelindo essa atividade. Se precisarmos impelir nossa atividade mental significa que há tensão. Se não há tensão, não há a necessidade de ter esse “eu”. “Eu” é sempre a expressão da tensão, e a tensão é gerada do carma, desde o começo ela está relacionada com nosso carma. E a primeira tensão é nascer, ganhar a vida.
Então não devíamos realmente alimentar a ideia de que esse ensinamento é uma coisa muito elevada, e, então, alguma coisa incrível, e que daí, num certo momento, aparece essa presença instantânea… Nós entendemos mais sobre ela observando à nossa volta: “Como são as coisas?”, e então isso se chama claridade — ai é presença instantânea.
Se, ainda assim, precisamos ser convencidos, isso significa que estamos na presença ordinária. Mas não devemos ter dúvida que esse conhecimento vai chegar. Todo o método é absolutamente lógico. Só nos leva ao entendimento da presença instantânea, não conduz a nada diferente. É só causa e método, e manifestação de uma causa. A causa é esse conhecimento da nossa condição. Esse método vai levar, cedo ou tarde, a esse conhecimento. Vai re-despertar esse conhecimento, essa capacidade de observar a si mesmo naturalmente. Esse é um aspecto.

quarta-feira, 17 de outubro de 2012

Purificação






























Antes de podermos nos curar, necessitamos ser verdadeiros conosco. A energia desta imagem ajuda o auto perdão pelas escolhas feitas e não entendidas.  A partir do momento em que se liberta de arrependimentos ou da auto piedade, pode começar a curar-se e curar todos à sua volta com amor radiante e incondicional.

Uma forma poderosa de se purificar é pela Geometria Sagrada. A ciência já provou  que os nossos corpos são sistemas geometricamente desenhados. O subconsciente reconhece os símbolos da Geometria Sagrada que têm sido usados desde tempos imemoriais. Este código, chamado de Purificação, foi publicado com o único propósito de ajudar as pessoas.
Não tem direitos de autor! Por isso copie-o! Nenhuma empresa ou organização irá se beneficiar com isto.
Use-o no ambiente de trabalho ou no seu computador. Imprima-o e pendure-o na sua parede. Use-o para brochuras, pastas, “flyers”, nas suas promoções.

Envie-o para o maior número possível de pessoas que puder (você não ganhará créditos extra por isso, nem desejos realizados, faça-o simplesmente.

segunda-feira, 15 de outubro de 2012

Curso de Reiki - Sistema Tibetano - Nível 1- 21/10



faça a reserva de vaga até 3 dias antes do curso (quarta feira 17/10)!

            Reiki é energia, uma energia suave, acolhedora e amorosa . Ele é totalmente abrangente em seus efeitos. Trabalha o físico, o mental, o emocional e o espiritual e procura colocar esses componentes num equilíbrio harmonioso. Alguns exemplos de suas atuações são: equilibrar órgãos e glândulas e suas funções corporais, liberar bloqueios e emoções reprimidas, equilibrar as energias do corpo, ampliar a consciência pessoal e facilitar estados meditativos, relaxar e reduzir o stress, estimular a criatividade, aguçar a intuição, tratar a causa e o sintoma das doenças, fortalecer o sistema imunológico, aliviar dores e liberar toxinas.
            Realizando o curso nível 1 já é possível fazer a auto aplicação e aplicar em terceiros. O curso de reiki 1 inclui:

Teoria
- história do reiki
- como funciona
- como utilizar: em si próprio e nos outros, em animais e plantas.

Prática
- meditação
- sintonização
- aplicação em si mesmo e nos outros alunos

Certificado e apostilado

Contato: 11.99652-5432, sandra6terapias@gmail.com
Horário: 10:00 até aproximadamente 18:00 hs.
 Investimento: R$ 220 (R$ 60 de reserva de vaga não reembolsável feita por depósito bancário)

Professora:


Sandra Chander Rodrigues
Especialista em Psicologia Transpessoal Integrativa, pós - graduação vinculada ao ICPG e a Alubrat.
Bacharel e Licenciada em Ciências Biológicas pela Unesp de Rio Claro.
Mestra de Reiki Sistema Usui e Tibetano, ministra cursos em todos o país desde 2003.
Professora Mestre de Magnified Healing.
Trabalha com Terapia Transpessoal, Florais de Bach, Florais de Saint Germain, Reiki, Magnified  Healing, Light Healing e TFT em consultório.
Além disto, Sandra estuda e pratica xamanismo e budismo tibetano, tendo participado de muitos retiros.
Atualmente é Presidente da Associação Kab’ awil Brasil, associado ao  Kab'awil Espanha e a Associação Kaslemal da Guatemala, ambos liderados por guias espirituais maias. O projeto tem o propósito de conhecer, vivenciar, integrar e comunicar aos interessados a sabedoria ancestral maia.
 

turmas pequenas, máximo 6 alunos!

informação é luz ajude a divulgar!

quarta-feira, 3 de outubro de 2012

Sobre a raiva...


20.
Se você não subjulgar o inimigo que é a sua própria raiva,
poderá tentar derrotar os inimigos externos, mas estes só se multiplicarão.
Portanto, a pratica do bodisatva é conquistar a própria mente com as tropas do amor e da compaixão.

As Trinta e Setes Práticas do Bodisatva
Gyalse Tokme

quinta-feira, 6 de setembro de 2012

O Processo Ho’oponopono

Quando sofremos algum problema, seja ele qual for (relacionamento, saúde, financeiro, baixa autoestima...), o que fazemos? Continuamos buscando respostas através da atividade da mente, da análise de experiências passadas, de conhecimento adquirido ou consultado; isso é o intelecto querendo resolver problemas. Pelo Ho’oponopono compreendemos que o intelecto não dispõe dos recursos para resolver problemas; só pode manejá-los.
E manejar, não resolve problemas.
Ao fazer Ho’oponopono, você pede a DEUS, A DIVINDADE, para limpar, purificar a origem dos problemas, que são as recordações, as memórias se repetindo em sua mente Subconsciente.
Assim você neutraliza a energia que você associa a determinada pessoa, lugar ou coisa. No processo esta energia é libertada e transmutada em pura LUZ; dentro de você o espaço liberado é preenchido pela LUZ da DIVINDADE. Então no Ho’oponopono não há culpa; não é necessário reviver sofrimento; não importa saber o porquê do problema, de quem é a culpa, ou a sua origem.
A sua responsabilidade está em não permitir que o padrão se repita, gerando mais problemas perpetuando a condição de sofrimento. Isto porque o ser humano só pode viver de duas maneiras: uma pela programação adquirida, memórias se repetindo; a outra pelas inspirações que são divinas.
No momento em que você nota dentro de si algum incômodo em relação a uma pessoa, lugar, acontecimento ou coisa, inicie o processo de limpeza e peça:

“Divindade, limpe em mim as memórias que estão causando este problema e, transmute-a em pura LUZ”.
Então use as frases: SINTO MUITO; ME PERDOE; TE AMO; SOU GRATO.

SINTO MUITO; Você reconhece que algo penetrou no seu sistema corpo-mente. Você quer o perdão interior pelo o que lhe trouxe aquilo.

ME PERDOE; Você está pedindo a Deus para lhe ajudar a SE perdoar.

TE AMO; Transmuta a energia bloqueada(problema), em energia fluindo; religa você com o DIVINO.

SOU GRATO; É sua expressão de gratidão; sua fé que tudo será resolvido para o bem maior de todos os envolvidos

Oração original de Kahuna Morrnah Namalaku Semeona

“Divino Criador, Pai, Mãe, Filho em Um...

Se eu, minha família, meus parentes e ancestrais lhe ofendemos

A sua família, parentes e ancestrais em pensamentos, palavras, atos , ações, do início da criação até o presente

Nós pedimos seu perdão...

Deixe isso limpar, purificar, libertar, cortar todas as recordações,

Bloqueios, energias e vibrações negativas

E transmute estas energias indesejáveis em pura LUZ....

“Assim está feito”.

Sinto muito, Me perdoe, Te amo, Sou grato.

terça-feira, 28 de agosto de 2012

We are all connected

Consegue ver as semelhanças? Isso é equanimidade. Se consigo me ver no outro, o trato bem. Se consigo ver semelhança entre minha realidade/ ambiente e outros também tenho uma boa relação com o planeta!

quarta-feira, 6 de junho de 2012

Curso de Magnified Healing inscrições até dia 13/06



Magnified Healing é uma energia de compaixão e amor trazida 
pela deusa Kwan Yin. 
Esta energia trabalha tanto a cura interna como a 
externa, transmutando as energias negativas em 
positivas. Estabelece um fluxo de energia entre “Deus, a 
fonte, a energia do universo, o coração do praticante e o 
centro da Terra. Um método focado e rápido no qual o 
interessado participa da cura! Após a iniciação a pessoa está
apta para aplicar em si mesma, no planeta e a distância,
 se equilibrando e ativando o processo de ascensão.

O workshop de Magnified Healing inclui:

- Meditação para adquirir Poder

- Preparação
Alinhamento dos Centros Espirituais (ou Chacras)
Limpeza do Canal de Luz
Aumento da Energia das Mãos
- Instruções
Cura de outros e de si mesmo
Sensibilizar, Despertar, Reativar e Conectar o Sistema Nervoso
Examinar/ Curar o Corpo e Estimular o Cálcio na Coluna
Cura do Karma e Expansão da Chama Trina
Preparação para Ascensão

Cura à Distância (individual e grupos)
Cura da Terra

- Iniciação
Iniciação no Chacra da Coroa, Mãos e Coração com óleo essencial
- Certificação como mestre-professor de Magnified Healing 
do Altíssimo Deus do Universo.

- Manual de Ensino
- Cd de prática
- Óleo essencial de Magnified Healing para uso pessoal

Local: Rua Pascal, 54, sala 5. Campo Belo, São Paulo
Investimento: R$ 285,00 (R$ 85,00 de reserva de vaga 
não reembolsável feita mediante
 depósito bancário)


Professora:
Sandra Chander Rodrigues
Especialista em Psicologia Transpessoal Integrativa, pós - graduação vinculada ao ICPG 
e a Alubrat.
Bacharel e Licenciada em Ciências Biológicas pela Unesp de Rio Claro.
Mestra de Reiki Sistema Usui e Tibetano, ministra cursos em todos o país desde 2003.
Professora Mestre de Magnified Healing.
Trabalha com Terapia Transpessoal, Florais de Bach, Florais de Saint Germain, Reiki, 
Magnified  Healing, Light Healing e TFT em consultório.
Além disto, Sandra estuda e pratica xamanismo e budismo tibetano, tendo participado 
de muitos retiros.
Atualmente é umas das responsáveis do Projeto Kab’ awil Brasil, associado ao 
Projeto Kab'awil Espanha e a Associação Kaslemal da Guatemala, ambos liderados
 por guias espirituais maias. O projeto tem o propósito de conhecer, vivenciar, integrar e 
comunicar aos interessados a sabedoria ancestral maia.


segunda-feira, 14 de maio de 2012

A PEQUENA ALMA, A LIÇÃO DO PERDÃO


Por Neale Donald Walsch,autor do livro "Conversando com Deus"

- Eu sei quem sou!

E Deus disse:

- Que bom! Quem és tu?

E a Pequena Alma gritou:

- Eu sou Luz!

E Deus sorriu.

- É isso mesmo! - exclamou Deus. - Tu és Luz!

A Pequena Alma ficou muito contente, porque tinha descoberto aquilo que todas as almas do Reino deveriam descobrir.

- Uauu, isto é mesmo bom! - disse a Pequena Alma.

Mas, passado pouco tempo, saber quem era já não lhe chegava. 
A Pequena Alma sentia-se agitada por dentro, e agora queria ser quem era. 
Então foi ter com Deus (o que não é má idéia para qualquer alma que queira ser Quem Realmente É) e disse:

- Olá, Deus! Agora que sei Quem Sou, posso sê-lo?

E Deus disse:

- Quer dizer que queres ser Quem já És?

- Bem, uma coisa é saber Quem Sou, e outra coisa é sê-lo mesmo. Quero sentir como é ser a Luz! - respondeu a Pequena Alma.

- Mas tu já és Luz - repetiu Deus, sorrindo outra vez.

- Sim, mas quero senti-lo! - gritou a Pequena Alma.

- Bem, acho que já era de se esperar. Tu sempre foste aventureira - disse Deus com uma risada. 

Depois a sua expressão mudou.

- Há só uma coisa...

- O quê? - perguntou a Pequena Alma.

- Bem, não há nada para além da Luz. Porque eu não criei nada para além daquilo que tu és. Por isso, não vai ser fácil experimentares-te como Quem És, porque não há nada que tu não sejas.

- Hã? - disse a Pequena Alma, que já estava um pouco confusa.

- Pensa assim: tu és como uma vela ao Sol. Estás lá sem dúvida. Tu e mais milhões, zilhões de outras velas que constituem o Sol. E o Sol não seria o Sol sem vocês. Não seria um sol sem uma das suas velas... e isso não seria de todo o Sol, pois não brilharia tanto. E, no entanto, como podes conhecer-te como a Luz quando estás no meio da Luz? - eis a questão.

- Bem, tu és Deus. Pensa em alguma coisa! - disse a Pequena Alma mais animada.

Deus sorriu novamente.

- Já pensei. Já que não podes ver-te como a Luz quando estás na Luz, vamos rodear-te de escuridão - disse Deus.

- O que é a escuridão? perguntou a Pequena Alma.

- É aquilo que tu não és - replicou Deus.

- Eu vou ter medo do escuro? - choramingou a Pequena Alma.

- Só se o escolheres. Na verdade, não há nada de que devas ter medo, a não ser que assim o decidas. Porque estamos inventando tudo. Estamos fingindo.

- Ah! - disse a Pequena Alma, sentindo-se logo melhor.

Depois, Deus explicou que, para se experimentar o que quer que seja, tem de aparecer exatamente o oposto.

- É uma grande dádiva, porque sem ela não poderíamos saber como nada é - disse Deus - Não poderíamos conhecer o Quente sem o Frio, o Alto sem o Baixo, o Rápido sem o Lento. Não poderíamos conhecer a Esquerda sem a Direita, o Aqui sem o Ali, o Agora sem o Depois. E por isso, - continuou Deus - quando estiveres rodeada de escuridão, não levantes o punho nem a voz para amaldiçoar a escuridão. Sê antes uma Luz na escuridão, e não fiques furiosa com ela. Então, saberás Quem Realmente És, e os outros também o saberão. Deixa que a tua Luz brilhe tanto que todos saibam como és especial!

- Então posso deixar que os outros vejam que sou especial? - perguntou a Pequena Alma.

- Claro! - Deus riu-se. - Claro que podes! Mas lembra-te de que "especial" não quer dizer "melhor"! Todos são especiais, cada qual à sua maneira! Só que muitos se esqueceram disso. Esses apenas vão ver que podem ser especiais quando tu vires que podes ser especial!

- Uau - disse a Pequena Alma, dançando e saltando e rindo e pulando. - Posso ser tão especial quanto quiser!

- Sim, e podes começar agora mesmo - disse Deus, também dançando e saltando e rindo e pulando juntamente com a Pequena Alma - Que parte de especial é que queres ser?

- Que parte de especial? - repetiu a Pequena Alma. - Não estou entendendo.

- Bem, - explicou Deus - ser a Luz é ser especial, e ser especial tem muitas partes. É especial ser bondoso. É especial ser delicado. É especial ser criativo. É especial ser paciente. Conheces alguma outra maneira de ser especial?

A Pequena Alma ficou em silêncio por um momento.

- Conheço imensas maneiras de ser especial! - exclamou a Pequena Alma - É especial ser prestativo. É especial ser generoso. É especial ser simpático. É especial ser atencioso com os outros.

- Sim! - concordou Deus - E tu podes ser todas essas coisas, ou qualquer parte de especial que queiras ser, em qualquer momento. É isso que significa ser a Luz.

- Eu sei o que quero ser, eu sei o que quero ser! - proclamou a Pequena Alma com grande entusiasmo. - Quero ser a parte de especial chamada "perdão". Não é ser especial alguém que perdoa?

- Ah, sim, isso é muito especial, assegurou Deus à Pequena Alma.

- Está bem. É isso que eu quero ser. Quero ser alguém que perdoa. Quero experimentar-me assim - disse a Pequena Alma.

- Bom, mas há uma coisa que devias saber - disse Deus.

A Pequena Alma já começava a ficar um bocadinho impaciente. 
Parecia haver sempre alguma complicação.

- O que é? - suspirou a Pequena Alma.

- Não há ninguém a quem perdoar.

- Ninguém? 

A Pequena Alma nem queria acreditar no que tinha ouvido.

- Ninguém! - repetiu Deus. Tudo o que Eu fiz é perfeito. Não há uma única alma em toda a Criação menos perfeita do que tu. Olha à tua volta.

Foi então que a Pequena Alma reparou na multidão que tinha se aproximado. Outras almas tinham vindo de todos os lados - de todo o Reino - porque tinham ouvido dizer que a Pequena Alma estava tendo uma conversa extraordinária com Deus, e todas queriam ouvir o que eles diziam. Olhando para todas as outras almas ali reunidas, a Pequena Alma teve de concordar. Nenhuma parecia menos maravilhosa, ou menos perfeita do que ela. Eram de tal forma maravilhosas, e a sua Luz brilhava tanto, que a Pequena Alma mal podia olhar para elas.

- Então, perdoar quem? - perguntou Deus.

- Bem, isto não vai ter graça nenhuma! - resmungou a Pequena Alma - Eu queria experimentar-me como Aquela que Perdoa. Queria saber como é ser essa parte de especial.

E a Pequena Alma aprendeu o que é sentir-se triste.
Mas, nesse instante, uma Alma Amiga destacou-se da multidão e disse:

- Não te preocupes, Pequena Alma, eu vou ajudar-te - disse a Alma Amiga.

- Vais? - a Pequena Alma animou-se. - Mas o que é que tu podes fazer?

- Ora, posso dar-te alguém a quem perdoares!

- Podes?

- Claro! - disse a Alma Amiga alegremente. - Posso entrar na tua próxima vida física e fazer qualquer coisa para tu perdoares.

- Mas por quê? Por que é que farias isso? - perguntou a Pequena Alma. - Tu, que és um ser tão absolutamente perfeito! Tu, que vibras a uma velocidade tão rápida a ponto de criar uma Luz de tal forma brilhante que mal posso olhar para ti! O que é que te levaria a abrandar a tua vibração para uma velocidade tal que tornasse a tua Luz brilhante numa luz escura e baça? O que é que levaria a ti, que danças sobre as estrelas e te moves pelo Reino à velocidade do pensamento, a entrar na minha vida e a tornares-te tão pesada a ponto de fazeres algo de mal?

- É simples - disse a Alma Amiga. - Faço-o porque te amo.

A Pequena Alma pareceu surpreendida com a resposta.

- Não fiques tão espantada - disse a Alma Amiga - tu fizeste o mesmo por mim. Não te lembras? Ah, nós já dançamos juntas, tu e eu, muitas vezes. Dançamos ao longo das eternidades e através de todas as épocas. Brincamos juntas através de todo o tempo e em muitos lugares. Só que tu não te lembras. Já fomos ambas o Todo. Fomos o Alto e o Baixo, a Esquerda e a Direita. Fomos o Aqui e o Ali, o Agora e o Depois. Fomos o Masculino e o Feminino, o Bom e o Mau - fomos ambas a vítima e o vilão. Encontramo-nos muitas vezes, tu e eu; cada uma trazendo à outra a oportunidade exata e perfeita para Expressar e Experimentar Quem Realmente Somos.- E assim, - a Alma Amiga explicou mais um bocadinho - eu vou entrar na tua próxima vida física e ser a "má" desta vez. Vou fazer alguma coisa terrível, e então tu podes experimentar-te como Aquela Que Perdoa.

- Mas o que é que vais fazer que seja assim tão terrível? - perguntou a Pequena Alma, um pouco nervosa.

- Oh, havemos de pensar em alguma coisa - respondeu a Alma Amiga, piscando o olho.

Então, a Alma Amiga pareceu ficar séria, e disse numa voz mais calma:

- Mas tens razão acerca de uma coisa, sabes?

- Sobre o quê? - perguntou a Pequena Alma.

- Eu vou ter de abrandar a minha vibração e tornar-me muito pesada para fazer esta coisa não-muito-boa. Vou ter de fingir ser uma coisa muito diferente de mim. E, por isso, só te peço um favor em troca.

- Oh, qualquer coisa, o que tu quiseres! - exclamou a Pequena Alma, e começou a dançar e a cantar: - Eu vou poder perdoar, eu vou poder perdoar!

Então a Pequena Alma viu que a Alma Amiga estava muito quieta.

- O que é? - perguntou a Pequena Alma. - O que é que eu posso fazer por ti? És um anjo por estares disposta a fazer isto por mim!

- Claro que esta Alma Amiga é um anjo! - interrompeu Deus, - são todas! Lembra-te sempre: Não te enviei senão anjos.

E, então, a Pequena Alma quis mais do que nunca satisfazer o pedido da Alma Amiga.

- O que é que posso fazer por ti? - perguntou novamente a Pequena Alma.

- No momento em que eu te atacar e ferir, - respondeu a Alma Amiga - no momento em que eu te fizer a pior coisa que possas imaginar, nesse preciso momento...

- Sim? - interrompeu a Pequena Alma - Sim?

A Alma Amiga ficou ainda mais quieta.

- Lembra-te de Quem Realmente Sou.

- Oh, não me hei de esquecer! - gritou a Pequena Alma - Prometo! Lembrar-me-ei sempre de ti tal como te vejo aqui e agora.

- Que bom, - disse a Alma Amiga - porque, sabes, eu vou estar fingindo tanto, que eu própria vou me esquecer. E se tu não te lembrares de mim tal como eu sou realmente, eu posso também não me lembrar durante muito tempo. E se eu me esquecer de Quem Sou, tu podes esquecer-te de Quem És, e ficaremos as duas perdidas. Então, vamos precisar que venha outra alma para nos lembrar as duas de Quem Somos.

- Não vamos, não! - prometeu outra vez a Pequena Alma. - Eu vou lembrar-me de ti! E vou agradecer-te por esta dádiva - a oportunidade que me dás de me experimentar como Quem Eu Sou.

E assim o acordo foi feito. E a Pequena Alma avançou para uma nova vida, entusiasmada por ser a Luz, que era muito especial, e entusiasmada por ser aquela parte especial a que se chama Perdão.

E a Pequena Alma esperou ansiosamente pela oportunidade de se experimentar como Perdão, e por agradecer a qualquer outra alma que o tornasse possível.

E, em todos os momentos dessa nova vida, sempre que uma nova alma aparecia em cena, quer essa nova alma trouxesse alegria ou tristeza - principalmente se trouxesse tristeza - a Pequena Alma pensava no que Deus lhe tinha dito.

"Lembra-te sempre," - Deus aqui tinha sorrido - "não te enviarei senão anjos".

terça-feira, 3 de abril de 2012

ORAÇÃO CELTA


QUE A ESTRADA SE ABRA A SUA FRENTE,
QUE O VENTO SOPRE LEVEMENTE AS SUAS COSTAS,
QUE O SOL BRILHE MORNO E SUAVE NA SUA FACE,
QUE A CHUVA CAIA DE MANSINHO EM SEUS CAMPOS,
E, ATÉ QUE NOS ENCONTREMOS NOVAMENTE,
QUE DEUS LHE GUARDE NA PALMA DA SUA MÃO.

Paz Profunda

sexta-feira, 30 de março de 2012

FESTIVAL DE KUAN YIN - 05.04.2012



No dia 05 de Abril de 2012 os Chineses e Japoneses celebram a Festa de Kuan Yin.
Na tradição da Grande Fraternidade Branca Kwan Yin é conhecida como a Mestra Ascensionada que carrega a função e o título de "Deusa da Misericórdia" porque ela personifica as qualidades divinas da lei da misericórdia, compaixão e perdão. Ela é uma de sete Mestres Ascensionados que atuam no Conselho Cármico. Hoje sustenta os atributos do Raio Lilás dentro da Hierarquia Planetária.
 Kuan Yin, cujo nome significa "aquela que ouve os lamentos do mundo" é boddhisatva da Compaixão no budismo chinês.
Pode-se descrever Kuan Yin como a personificação da aspecto Yin da Criação; a Mãe Divina que ama incondicionalmente seus filhos, apesar de toda e qualquer falha, sem julgamentos e discriminações.
Esta Deusa enquanto viveu, percorreu o mundo, viu muita dor e então, jurou proteger e amparar todos os humanos até que o último sofrimento acabe. A MESTRA KUAN YIN TORNOU-SE A INCORPORAÇÃO DA COMPAIXÃO. Ela nos diz que se você cantar seu mantra diariamente, cultivará a compaixão que curará o mundo das mais dolorosas feridas.
Os devotos invocam o poder e a misericordiosa intercessão da Bodhisattva com o mantra OM MANI PADME HUM - "salve a jóia no lótus".
Os símbolos característicos associados a Kwan Yin são um galho de salgueiro, com o qual ela esparge o néctar divino da vida; um vaso precioso, simbolizando o néctar da compaixão e da sabedoria, traços do bodhisattva; uma pomba representando a fecundidade; um livro ou um pergaminho de orações que ela segura em sua mão, simbolizando o dharma (ensinamentos) do Buda ou o sutra (texto budista).
Ela pode ser representada com um dragão, pois ele é o símbolo mais antigo da alta espiritualidade, a sabedoria, a força e os poderes divinos de transformação. Outras vezes, Kuan Yin é representada sentada sobre uma flor de lótus. Nas pinturas dos artistas tibetanos, linhagens de Budas e homens santos também aparecem flutuando sobre flores de lótus - uma representação dos tronos da suprema espiritualidade.
Kuan Yin aparece nas nossas vidas para dizer que está na hora de alimentarmos nossos corações com a compaixão. Compaixão pelos outros e também por nós mesmos.